top of page

CLDF celebra os 43 anos do PT com a presença de expoentes e militantes do partido

Na tarde desta sexta-feira (10), a Câmara Legislativa comemorou os 43 anos do Partido dos Trabalhadores (PT) em sessão solene, transmitida ao vivo pela TV Câmara Distrital (canal 9.3) e YouTube. A homenagem, proposta pelos deputados que compõem a bancada do PT na CLDF, Chico Vigilante, Gabriel Magno e Ricardo Vale, reuniu expoentes e militantes partidários no plenário da Casa.

Câmara Legislativa comemorou os 43 anos do Partido dos Trabalhadores (PT) em sessão solene
Foto: Figueiredo/CLDF

Para o deputado Gabriel Magno (PT), o aniversário do partido “é um motivo de comemoração do conjunto do povo brasileiro”. Entre os motivos para celebrar, o distrital destacou: “Temos orgulho de dizer que foi no PT e na luta social que forjamos a maior liderança popular da história desse continente, Luiz Inácio Lula da Silva, que hoje é presidente novamente do Brasil e mostra pro mundo inteiro que é possível pensar uma nova ordem mundial”.

Já o deputado Chico Vigilante recordou a história do partido. “Eu vi o PT nascer, eu estava lá no auditório do colégio Sion”, lembrou, ao se referir ao histórico encontro em 10 de fevereiro de 1980 no Colégio Nossa Senhora de Sion, em São Paulo. Entre os avanços atuais do partido, Vigilante citou a primeira indígena no comando da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Joenia Wapichana. “Ainda vamos avançar muito na igualdade social deste País”, declarou.

Brasília

Por sua vez, o deputado Ricardo Vale (PT) mencionou os momentos mais difíceis do partido, como o impeachment de Dilma Rousseff e a prisão de Lula. “Resistimos com muita força, porque é difícil acabar com o que tem raiz e história”, observou. À frente da vice-presidência da CLDF, Vale declarou que seu mandato é do partido.


“Precisamos reafirmar nosso compromisso com os trabalhadores e voltar a ser referência para o povo do DF”, apontou. Ao defender, com veemência, o fortalecimento do partido, o distrital considera que se houver um projeto coletivo, o PT poderá governar Brasília em 2026.

A mesma esperança manifestou o presidente do PT-DF, Jacy Afonso. Ele lembrou que em 1994 o partido saiu vitorioso pela primeira vez no DF. “Vamos voltar a governar essa cidade”, acredita. Segundo Afonso, o PT tem um papel junto ao governo, mas também vida própria. Tanto Afonso quanto o ex-deputado distrital Geraldo Magela clamaram pela união partidária.

A vitória eleitoral em 2026 é possível, na avaliação da ex-deputada distrital Arlete Sampaio, que foi vice-governadora do DF entre 1995 e 1998. Ela apelou ao presidente Lula e aos ministros “para que eles não vejam Brasília apenas como cidade dormitório, mas nos ajudem a fortalecer o partido no DF”. Uma das principais representantes do PT no DF, a deputada federal Érika Kokay narrou as lutas do partido.“O PT representa as sínteses de muitas experiências transformadoras, inquietas, na busca da liberdade e da igualdade dos direitos”, atestou.

Trajetória

No partido desde 1989, Wilmar Lacerda, da diretoria nacional do PT, destacou a trajetória do partido, que “sempre representou o povo mais pobre do País” e hoje se constitui em uma cultura partidária, que congrega cerca de dois milhões e meio de filiados. Assinalou a transformação do partido desde o seu surgimento até os dias atuais a secretária nacional de Juventude do PT, Nádia Garcia. “O PT fez revoluções na vida do povo brasileiro”, considerou. Ainda durante a solenidade, foram exibidos vídeos que apresentaram a história do partido ao longo de seus 43 anos.


AUTOR: Franci Moraes

DATA: 10/02/2023

VEÍCULO: Agência CLDF



Comments


bottom of page