top of page

Problemas na educação estão na pauta dos deputados distritais

Os problemas na educação, como a mudança no critério de designação de supervisores para atuar nas escolas da rede pública de ensino do Distrito Federal preocupa o deputado Gabriel Magno (PT), segundo manifestação do parlamentar durante a sessão ordinária da Câmara Legislativa desta terça-feira (12). Uma portaria da Secretaria de Educação muda a regra que determinava o preenchimento de vagas de acordo com o número de alunos. “Agora, será por número de turmas”, explicou o distrital, alertando para uma consequente diminuição desses profissionais – “que já são escassos” – nos estabelecimentos escolares.


“Atualmente, escolas com número de estudantes inferior a 800 têm de escolher entre um supervisor administrativo ou pedagógico. Com a mudança, aumentará o número de estabelecimentos com apenas um supervisor, quando o ideal seria aumentar esse quantitativo”, propôs Magno, chamando a atenção ainda para uma assembleia – com indicativo de greve – dos servidores da carreira Assistência à Educação, marcada para esta quarta-feira (13).


Educadores sociais

O deputado João Cardoso (Avante), por sua vez, foi à tribuna defender os chamados educadores sociais voluntários, que atuam nas escolas públicas mediante uma ajuda de custo de R$ 30 por dia. “É um trabalho análogo à escravidão”, comparou o parlamentar, destacando a importância desses profissionais no ambiente escolar. O distrital pediu o apoio dos colegas ao projeto de lei nº 868/2019, que obriga o GDF a contratá-los, com garantia de direitos trabalhistas. “Eles precisam ser valorizados”, insistiu.


AUTOR: Marco Túlio Alencar

DATA: 13/09/2023

VEÍCULO: Agência CLDF



Comments


bottom of page